terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Custo de Vida: um dos pesos na Governação de Guebuza

Espero poder ter tempo para escrever algo mais detalhado e aprofundado sobre o assunto. Mas enquanto não posso faze-lo, deixo desde já a minha opiniao:

Tres anos de Governacao de Guebuza, cinco pesos podem ser indicados como agravos a situação dos moçambicanos:

1. Sistematica violação dos direitos humanos: inseguraça pública generalizada, execuções sumárias e tortura agudizadas pela polícia;

2. Aumento do custo de vida e reduçao da capacidade aqyisitiva: sobe o preço do pão, sobe o preço dos comustíveis, sobem os preços dos transportes e os salários não sobem;

3. Políticas Públicas desajustadas: maior interesse em obter relatórios satisfatorios em termos numéricos e estatísticos e quase nunca na prática, exemplo de alunos da sétima classe em Cuamba que nao sabem ler;

4. Forte atropelos a Constituição da República;

5. Capitulação no Combate a Corrupção.

2 comentários:

Anónimo disse...

olha, estava a ver as manifestacões hoje e receio um quenia aqui no nosso pais porque estas ocasioes sao propicias a uma expplosao social,uma revolta dos que nada tem contra os que tudo tem, ainda que nao bsejam culpados por os outros nao terem.
acredito que o governo falhou neste aspecto de controlar o custo de vida, enganou-nos com as balelas dos carros a gas, faz tres anos, o que dira agora o guebas. penso que se houvesse vontade importavam-se mais autotcarros publicos menores e com maior mobilidade e subsidiados pelo Estado e hoje nao estariamos a passar por isto.

o petroleo nao controlamos mas podemos tomar medidas preventivas para minimizar as consequencias dos altos precos do petroleo.se conseguimos faze-lo face ao dolar porque nao temos politicas para evitar o cenario actual?

Amilcar

Custódio Duma disse...

Com certeza....concordo plenamente consigo....

Acho que para qualquer povo...até mesmo ao famosamente conhecido moçambicano... A PACIENCIA TEM UM LIMITE......